quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Rock News: Yes volta a se reunir para shows nos EUA

Veteranos do rock progressivo, os integrantes da banda inglesa Yes vão se reunir para uma série de 18 shows pelos Estados Unidos, informou a revista especializada em música "Billboard".

A primeira apresentação acontecerá no dia 2 de fevereiro de 2010, em Poughkeepsie, Nova York. A turnê está programada para terminar 26 dias depois, com um último show em Boca Raton, no estado da Flórida.

A banda será formada pelo baixista Chris Squire (único remanescente da formação original), o guitarrista Steve Howe e o baterista Alan White, além do tecladista Oliver Wakeman, filho do ex-integrante Rick Wakeman, e do cantor Benoit David. David faz parte da Close to the Edge, uma banda-tributo ao Yes criada em Montreal, no Canadá, e substituirá o cantor original Jon Anderson, que não poderá participar da turnê por conta de problemas de saúde.

"Eles estão fazendo um grande trabalho", disse Howe à "Billboard", sobre Wakeman e David. "Planejamos um período para trabalhar e, durante esse tempo, percebemos que as coisas ficaram de um jeito diferente, agora que temos Oliver e Benoit. Acho que funcionaria com qualquer formação, é o que vai acontecer. Estamos nos concentrando nisso".

Palco antes do estúdio
O grupo tem tocado "Aliens", uma nova canção composta por Chris Squire, em alguns shows, mas não há nenhum tipo de perspectiva relativa a um um novo álbum.

"Precisamos nos reinventar e pegar ritmo, mais ou menos como o Asia fez com 'Phoenix'", disse o guitarrista, se referindo ao disco gravado por sua outra banda, em 2008, o primeiro com a formação original depois de 25 anos.

"Antes de gravar, estivemos na estrada com o Asia tocando por quase 18 meses. Então, quando chegamos ao estúdio, as coisas já estavam bem estruturadas. Acho que gostaria de fazer o mesmo com o Yes: ter um pouco mais tempo para tocar ao vivo e, aí sim, partir para as gravações", explicou Howe.

Nos anos 70, o Yes alcançou sucesso e popularidade graças a discos como "Fragile", "Close to the Edge" e "Relayer", que incluíam longas suítes musicais e muito virtuosismo por parte de seus músicos. O último registro da banda em estúdio foi "Magnification", de 2001, e o último álbum, "Symphonic Live", lançado este ano.
fonte: G1


Essa turma vai e vem como quem troca de roupa. Já já tem disco novo sim, pode apostar!

Um comentário:

Ricardo Mann disse...

Boa reportagem, mas esconde o imenso mal estar que ficou com essa reunião sem o Jon Anderson, que já vem desde o ano passado. Jon já está melhor de saúde e fazendo uma modesta turnê solo.
OBS: Yes, "Yes" é minha especialidade.