sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

Blog on The Top: All Things Must Pass

George Harrison
All Things Must Pass
(EUA - 1971)
O defunto beatle ainda estava quente quando George Harrison[bb] lançou no final de 1970 o mítico álbum All Things Must Pass, que chegou ao topo das paradas na Inglaterra e nos EUA no começo do ano seguinte.

Além de ter sido o primeiro álbum triplo da história, All Things foi o maior sucesso de vendagens de um beatle em carreira solo, superando até mesmo os maiores êxitos de Paul e John.

O álbum começou a ser concebido bem antes da separação. Músicas como Isn't It A Pity por exemplo, foram compostas em 1966, mas suas canções de Harrison sempre eram preteridas, em favor da dupla Lennon / McCartney. Sobre Isn't It A Pity, George conta que John a teria recusado, então ele pensou em oferecê-la a Sinatra.

Para suas gravações, Harrison contou com nomes de peso como Ringo Starr, Eric Clapton e membros do Derek and Dominos, Alan White (Yes), Billy Preston e o iniciante percursionista Phil Collins. Há fontes que falam em John Lennon, mas não confirmadas. A produção coube a Phil Spector, o mesmo de Let It Be. Anos depois, George disse não ter gostado da produção, achando que continha "muito eco".

Em 2001, All Things foi relançado, remasterizado, pouco antes da morte de George. A capa original foi colorizada (acima) e foram incluídas faixas bonus. Separei para vocês uma raridade: a versão demo do original, chamada Beware the ABKCO, onde Harrison toca violão para Phil Spector, mostrando as faixas do disco. Imperdível e obrigatório!

Um comentário:

Danfern disse...

Tenho essa edição remasterizada, uns dos melhores presentes que ganhei até hoje, pelo que é e pelo significado...

Vou baixar essa demo depois !

E ainda bem que ele não ofereceu pro Sinatra, ele não merecia não! Como assim Something era "mais bela canção de Lennon & McCartney" ??? :-P