segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Rock Fantasy: Secos e Molhados

O Secos e Molhados são os representantes brasileiros na nossa leva de mascarados e fantasiados deste carnaval. Formados em 1971 por João Ricardo (violão e gaita), Fred (bongô) e Antônio Carlos, ou Pitoco, como é mais conhecido, a banda logo ficou conhecida na noite paulistana.

No ano seguinte, Fred e Pitoco partiram para carreira solo, e João começou a procurar um novo vocalista. Entra em cena entao Ney Matogrosso, assim como Gerson Conrad. Já em 1973, em um período de apenas 15 dias, a banda grava seu primeiro álbum, que em apenas 2 meses chegou ao recorde de 300 mil cópias vendidas. Era o maior fenômeno da música brasileira até então.

O auge aconteceu em 1974, quando a banda teve várias aparições na TV, sempre com suas maquiagens e fantasias. Ainda neste ano, houve um show antológico no Maracanazinho para 30 mil pessoas, segundo os organizadores, com outras 90 mil do lado de fora.

O caldo começou a azedar no final do ano, com brigas internas e com o lançamento do segundo álbum que ficou bem longe do sucesso do primeiro. Seus integrantes seguiram em carreira solo com óbvio destaque para Ney Matogrosso. A banda ainda voltou à atividade em 1975 com Lili Rodrigues, Wander Taffo, Gel Fernandes e João Ascensão., além de João Ricardo. A música "Que Fim Levaram Todas as Flores?" até fez sucesso, mas as maquiagens já não eram as mesmas...


3 comentários:

zanna disse...

Sou suspeita em dizer qualquer coisa do Secos e Molhados, adorooooo! E sim merece estar nessa alegoria.

Danfern disse...

Adorei o vídeo! nem sabia que tinha nada deles na net...

Po, aprendi por aqui que o Ney não foi o cabeça do Secos e Molhados...

bem, realmente nunca ouvi nada do S&M sem ele...mas sei lá, será que o grupo faria sucesso sem a voz única dele? sem falar nas performances...

E achei legal ver ele cantando e dançando O Vira - lembro que em 2006 fui num show dele, já bem mais comportado (infelizmente!)...alguem da plateia pediu pra ele cantar essa música e ele ficou meio puto e respondeu "o vira já virou"....e não cantou :-(

*cata* disse...

secos e molhados teve uma influencia muito grande na minha vida! me identifico muito nas performaces do Matogrosso! Alems da composiçoes, que sao fabulosas, as vezes enjoantes, mas de imensas sensibilidade.