quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Hoje no Rock: David Bowie, 62 anos

Camaleônico. Andrógino. Multifacetado. Taí a verdadeira metamorfose ambulante, graças às suas muitas caras e vidas, criadas ao longo de 40 anos de carreira. David Robert Haywood-Jones começou sua carreira com o nome artístico de Davie Jones ainda na cidade de Brixton, Inglaterra, mas resolveu mudar seu sobrenome por causa do homônimo americano dos Monkees, David Jones, que fazia um grande sucesso na época.

Mas qual sobrenome usar? Segundo reza a lenda, o Bowie foi tomado de uma marca de facas, a mesma que teria ferido seu olho esquerdo durante uma briga com o colega de escola George Underwood, quando David tinha apenas 15 anos. Outras fontes falam em um anel amolado, outras ainda em apenas um soco bem dado. Mas o fato é que dessa briga ficaram duas marcas: o nome (Bowie) e a pupila esquerda eternamente dilatada, que dá o visual característico da sua face.

Após perambular em várias bandinhas, Bowie emplacou o sucesso Space Oddity, sobre um astronauta que se perde no espaço. Apesar de ter sido composta em 68, só foi lançada um ano depois, na ocasião da chegada do homem à Lua. Mas a tacada de mestre foi o lançamento de The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders from Mars. Ele vivenciou tanto o personagem que chegou a dar entrevistas como se fosse o próprio Ziggy Stardust. E da mesma forma anunciou o fim da banda e da turnê no London's Hammersmith Odeon, em julho de 73: "De todos os shows desta turnê, esta ficará marcada em nós com mais força, pois não é só o último show desta turnê, mas também como o último show que eu farei. Obrigado."

Dai pra frente Bowie colecionou facetas. Foi do pop ao soul, do dance ao hard com a mesma naturalidade que aparecia nas telas do cinema. Fez parcerias de sucesso com feras do porte do Queen e Mick Jagger e também colecionou escândalos, claro.

Enfim, esse senhor chega aos 62 anos, bem vividos e aproveitados. E o melhor: em atividade! Vamos aguardar agora a próxima pele do camaleão!

Um comentário:

Danfern disse...

oi oi oi

voltando a comentar... :-P

Conheci "The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders from Mars" há pouco tempo, graças a outro bom amigo que volta e meia me "atualiza" musicalmente...

Excelente disco, agora é partir pra conhecer outros da trajetória do tio Bowie!

Não me xinga pela pergunta cretina, mas o que vc acha daquela versão que fizeram em português nos anos 80-90?

Admito com certa (muita?) vergonha que quase sempre q escuto Starman vem na minha cabeça aquele "sempre estar láááá"...! rs